Girafa Biônica no seu email ou Telegram

Artigos e notícias de tecnologia, incluindo robótica, aplicativos, inteligência artificial, ferramentas web e impactos sociais.

Como deseja receber as novas publicações?

Escolha a opção mais conveniente para você: E-mail | Telegram


💡 Se assuntos como este te interessam, fique à vontade para participar de nosso canal no Telegram ou inscrever-se em nossa lista de e-mail.

Compartilhar

Como encontrar vagas de emprego para bilingües


Se você está enfrentando o mercado de trabalho há algum tempo, deve estar cansado de saber que o domínio de idiomas estrangeiros favorece a contratação. E pode representar salários maiores: segundo a consultoria Catho, ser fluente em inglês pode fazer uma diferença de até 70% no vencimento com relação a quem fala apenas um idioma. E falar espanhol pode representar ganhos até 40% maiores de que aqueles percebidos por um monolíngue. Em determinados locais e áreas de atuação, o fato de não falar inglês já é um entrave real à contração. Depois do inglês e espanhol, ainda segundo levantamento da consultoria, os idiomas que mais surgiram nos requisitos de vagas foram o francês, seguido de longe por japonês, alemão, italiano e chinês. 

Se você já fala outro idioma, por exemplo, espanhol, uma das maneiras de buscar trabalhos para bilíngues é até meio óbvia: colocar o termo "espanhol" junto com o nome do cargo, no campo de pesquisa no site de empregos da sua escolha. Os resultados abaixos ilustram uma busca no Vagas com os termos "Comercial espanhol":

Outra maneira, se você tem disponibilidade para morar em outros países, são os sites especializados. Para a Europa, um dos mais interessantes é o Europe Language Jobs que tem um filtro próprio para os idiomas. Abaixo vemos o resultado para as vagas que têm como requisito espanhol ou português:


Se quiser, pode ainda selecionar os países de seu interesse:

Outras duas boas alternativas são o Top Language Jobs e o Multilingual Vacancies.


💡 Se assuntos como este te interessam, fique à vontade para participar de nosso canal no Telegram ou inscrever-se em nossa lista de e-mail.

Compartilhar

Google disponibiliza novo curso gratuíto para aprender Kotlin do zero

O curso é em vídeo (em inglês com legendas, ou com legendas em português usando o recurso de tradução automática) e vai apresentando os temas passo-a-passo, que podem ser acompanhados até mesmo por quem nunca programou antes. Segundo a próprio Google, 70% das 1000 apps mais populares para Android foram desenvolvidas com Kotlin, que lembra ainda que há 2,5 bilhões de dispositivos com Android no planeta, de telefones a relógios, TVs e carros. A própria Google, claro, usa a linguagem de programação em dezenas de apps, como Google Maps, Home, Play, Pay e Drive. 

Kotlin é uma linguagem de programação de código aberto estática, compatível com programação orientada a objetos e funcional. O Kotlin fornece sintaxe e conceitos semelhantes de outras linguagens, incluindo C#, Java e Scala, entre muitos outros. O Kotlin não pretende ser única. Em vez disso, ela se inspira em décadas de desenvolvimento da linguagem. Ela existe em variantes que segmentam JVM (Kotlin/JVM), JavaScript (Kotlin/JS) e código nativo (Kotlin/Native). -- Visão geral do Kotlin

 

 O curso se concentrará na criação de aplicativos Android básicos que podem rodar em um telefone, e tem duração de algumas semanas a alguns meses, dependendo de seus conhecimentos prévios e de quanto tempo está disposto a investir. Para fazer o curso é necessário que seu computador com Windows, Linux ou MacOS tenha no mínimo dos mínimos 4 GB de RAM, além de 2 GB de espaço livre em disco. Se você tem instalado um Chrome OS, precisará de pelo menos o dobro tanto de RAM quanto de espaço de armazenamento. 


💡 Se assuntos como este te interessam, fique à vontade para participar de nosso canal no Telegram ou inscrever-se em nossa lista de e-mail.

Compartilhar

Duas plataformas para ganhar dinheiro trabalhando de casa

É possível fazer trabalho remoto sem tanto esforço para encontrar clientes. O preço disso é que você terá que deixar para as plataformas uma fração dos seus vencimentos (da ordem de 20%) pelo serviço que elas prestam: basicamente, dar publicidade às suas habilidades para milhares de potenciais contratantes. Ambas as plataformas sugeridas neste texto não cobram por cadastro ou qualquer mensalidade, apenas uma porcentagem dos trabalhos conseguidos através delas. Existem diferentes experiências de uso, mas de mais de uma dezena de plataformas para trabalhadores freelance que testei, essas duas são das menos burocráticas, pagam certinho (eu já prestei serviços através de ambas) e oferecem opções convenientes e bem estabelecidas de pagamentos, como Paypal.
É necessário um pouco de inglês para cadastrar seus "gigs" e também para se comunicar com os clientes. Mas como toda comunicação é basicamente feita por mensagens de textos, se seu inglês não está afiado, você pode tranquilamente recorrer a um tradutor online.

O termo 'gig' vem do jargão musical e refere-se a pequenas performances de grupos musicais. Aplicado ao mundo do trabalho, o conceito refere-se a trabalhos esporádicos que têm uma curta duração e nos quais o empregado é responsável por uma tarefa específica dentro de um projeto. -- ¿Que és la 'gig economy'?


Quais são suas habilidades?

Há diversas possibilidades dentro das plataformas. Vou listar algumas das coisas que você poderá fazer: 
  • Gráfica e desenho: criação de logotipos, criação de cartões de visitas, design de videojogos, ilustrações, desenho de tatuagens, caricaturas, edições com Gimp/Photoshop, desenho de currículos, design de livros , desenho de páginas web, desenho de interiores, paisagismo, desenho industrial e de produtos, desenho de flyers e folhetos etc.
  • Redação e tradução: redação de artigos e publicações para blogs, redação de currículos, correção e edição, texto para redes sociais, redação jurídica, redação de discursos, escrita criativas, traduções entre os mais diversos pares de idiomas etc.
  • Vídeo e animação: edição de vídeo, gifs animados, animação de personagens, produção de vídeo de e-learning, legendas, fotografia de produtos, efeitos visuais etc.
  • Música e áudio: mixagem e masterização, narração, cursos de música online, edição de podcast, composição musical, transcrição de música, criação de jingles etc.
  • Programação e tecnologia: Wordpress, criação de websites, desenvolvimento de jogos, aplicativos móveis, aulas online de programação, proteção de dados, suporte, conversão de arquivos etc.
  • Negócios:  Assistente virtual, gestão de comércio eletrônico, entrada de dados, estudos de mercado, gestão de projetos, consultoria jurídica, consultoria financeira, orientação profissional etc.
  • Estilo de vida: aulas de fitness, assessoramento para casais, astrologia, imitações de celebridades, modelos fotográficos etc.



Fivver (Possui também apps para Android e iOS)
Os serviços na Fiverr, chamados de gigs, começam em 5 dólares. Por exemplo, alguém poderia cobrar 5 dólares para traduzir 300 palavras e por conseguinte, 900 palavras sairiam por US$ 15. É apenas uma ilustração de como funciona: cada vendedor define o preço do seu trabalho, sendo que um tradutor com formação superior e certificados pode idealmente cobrar mais. Cada trabalho realizado no site recebe uma pontuação de 1 a 5 estrelas por parte do cliente, de modo que uma boa reputação costuma ajudar tanto a contratantes, a escolher os provedores de serviços, quanto a trabalhadores, que ganham mais exposição e maiores chances de ser recontratados.

Fivesquid (Web, com notificações por email)
De conceito idêntico ao Fivver, mas sendo uma plataforma britânica os preços estão em libras (que valem mais do que dólares). Não tem tantos contratantes quanto a Fivver, porém, o fato de ter também menos trabalhadores cadastrados, dá uma equilibrada no cenário.


Vou deixar ligação aí embaixo para outras plataformas bem conhecidas de freelancers que, não obstante, não posso pessoalmente recomendar por não ter tido uma experiência tão fluída com elas:


💡 Se assuntos como este te interessam, fique à vontade para participar de nosso canal no Telegram ou inscrever-se em nossa lista de e-mail.

Compartilhar

Rede social "de direita" Parler oferece prêmio para personalidade liberal

A Parler é uma relativamente nova rede de microblog estilo Twitter que ganhou alguma atenção na mídia, inclusive brasileira, depois que algumas personalidades consideradas de ultradireita a adotaram como uma alternativa ao Twitter. Olavo de Carvalho e integrantes do clã Bolsonaro, por exemplo, criaram perfis na rede e carregaram muitos de seu seguidores: Jair Bolsonaro tem 180 mil na Parler e Olavo de Carvalho, 64 mil.



As hashtags atualmente mais utilizadas na rede contendo a palavra "brasil" são as seguintes:

E com a palavra "bolsonaro":


A Parler pode ser usada em qualquer navegador e dispõe ainda de aplicativos para Android e iOS. Segundo seus criadores, trata-se de "uma plataforma social isenta focada em diálogo aberto e engajamento de usuários. Nós permitimos a liberdade de expressão e não censuramos ideias, partidos políticos ou ideologias". O fundador, John Matze, acredita que seus usuários "são sábios o suficiente para filtrar e julgar informações" e afirma não querer que a rede seja apenas uma câmara de eco para vozes conservadoras, e que gostaria de ver "um debate mais saudável". Para afiançar sua fé nesse propósito, ofereceu uma recompensa de 20 mil dólares à personalidade abertamente liberal com mais de 50 mil seguidores no Twitter ou Facebook que criar uma conta na plataforma. A empresa julgará a melhor, com base no compromisso com a comunidade, e pagará a recompensa a essa pessoa, avançou a CNBC.


💡 Se assuntos como este te interessam, fique à vontade para participar de nosso canal no Telegram ou inscrever-se em nossa lista de e-mail.

Compartilhar

Trump ameaça usar a caneta contra TikTok

O presidente dos EUA Donald Trump disse que poderia usar poderes econômicos de emergência ou uma ordem executiva para impor a proibição do aplicativo no país, e insistiu: "Eu tenho essa autoridade. Será assinado amanhã". 

TikTok é um aplicativo de mídia para criar e compartilhar vídeos curtos. De propriedade da companhia de tecnologia chinesa ByteDance, o aplicativo de mídia foi lançado como Douyin na China em setembro de 2016 e introduzido no mercado internacional um ano depois. É uma plataforma de vídeo curto líder na Ásia, nos Estados Unidos e em outras partes do mundo. O aplicativo ganhou popularidade e se tornou o aplicativo mais baixado nos Estados Unidos em outubro de 2018. -- Wikipédia

Segundo dados compilados pela Maryam Mohsin, de Oberlo, o TikTok tem atualmente 800 milhões de utilizadores e mais usuários ativos mensalmente que o Youtube ou Instagram:



Dentre tanta gente, não é difícil encontrar também quem odeie o aplicativo. Um usuário da rede social Reddit, por exemplo, escreveu que o TikTok "é a prova da bestialidade humana". Já um usuário do Twitter criou o perfil de humor "Por que o TikTok tem que ser proibido?", onde publica uma seleção dos vídeos curtos mais "peculiares". A alegada razão de Trump, no entanto, seria "segurança nacional", ao acusar o aplicativo de fazer espionagem para a China.

Segundo a Bloomberg, o governo dos Estados Unidos estaria pressionando a ByteDance a vender sua popular rede social a uma empresa americana. Fontes garantem que a Microsoft estaria interessada na aquisição, fato que, se concretizado, poderia remodelar o mapa das redes sociais no mundo.

Como não poderia deixar de ser, internautas reagiram com humor à notícia da proibição:

"As pessoas do TikTok chegando às outras redes sociais":
 


💡 Se assuntos como este te interessam, fique à vontade para participar de nosso canal no Telegram ou inscrever-se em nossa lista de e-mail.

Compartilhar

Mixaba: serviço de videochamadas com características próprias

Você sabe que já há um grande número de aplicativos de chamadas de vídeo, e como a maior parte oferece praticamente os mesmos recursos, com uma ou outra mudança cosmética ou marginal, é natural que nos perguntemos: para quê mais um serviço desse tipo?

Não é o caso de Mixaba, que traz uma proposta diferente: as chamadas são realizadas no estilo "speed dating", onde os participantes de um encontro / reunião virtual são automáticamente divididos em grupos de 2 a 4 pessoas, e reordenados em novos grupos pelo sistema em intervalos de 2 a 15 minutos, de acordo com as variáveis da sala especificadas pelo anfitrião. A ideia é que nesses grupos menores, todos os participantes possam interagir entre si, coisa que seria mais difícil em grupo grandes.


Embora o conceito de speed dating remeta a encontros românticos, a funcionalidade pode ser útil para outros tipos de reuniões, por exemplo, de estudantes de idiomas, que provavelmente ficariam mais a vontade e teriam muito mais oportunidades de interagir nesses grupos reduzidos.

Embora não tenha apps para Android ou iOS, o serviço pode ser usado em qualquer navegador, inclusive em dispositivos móveis, sem a necessidade de instalar nada! Para participar das reuniões, não é nem mesmo necessário qualquer cadastro (requerido apenas para o anfitrião, de modo a que posteriormente possa editar os parâmetros das salas criadas).


💡 Se assuntos como este te interessam, fique à vontade para participar de nosso canal no Telegram ou inscrever-se em nossa lista de e-mail.

Compartilhar

Telegram padrão vs. X e funcionalidades fora do comum

Telegram é um dos melhores apps de mensagens, contando com inúmeros recursos interessantes em uma elegante e muito bem cuidada interface. Há outra versão do Telegram além da padrão, conhecida como X, também oficial. Daí fica difícil, assim de cara, escolher qual usar... Mas veremos algumas diferenças entre elas e apresentaremos diversas funcionalidades bem úteis de ambos clientes de Telegram que podemos usar sem instalar nenhum outro app ou plugin. Apenas atente que este texto foi escrito no finalzinho de julho/2020 e as duas versões ganham atualizações com frequência.

Mensagens salvas
Você já ouviu falar do Google Drive e do Dropbox, e é até provável que use alguns desses serviços de armazenamento na nuvem. Pois o Telegram (ambas as versões, claro) possui um espaço onde podemos guardar qualquer tipo de arquivo ou itens digitais como mensagens de texto, imagens e links, de forma muito conveniente. Para encontrar os ítems, você pode usar a busca interna do app. Se for guardar imagens ou outros elementos originalmente não pesquisáveis por texto, recomenda-se incluir #hashtags para facilitar a busca posterior. Encontre sua seção de mensagens salvas no menu principal do Telegram.

Pessoas perto
Este recurso por enquanto só está disponível no Telegram padrão, e com ele você pode encontrar tanto pessoas (estejam ou não entre os seus contatos) como grupos baseados na proximidade. Dessa forma você poderá contatar pessoas com algum interesse em comum, mas circunscritas ao seu entorno. Você pode acessar essa funcionalidade através do menu (Contatos ->  Encontrar Pessoas Próximas): ali verá uma lista de usuários e grupos e a que distância estão de você, poderá definir se que ficar visível ou não para outros seres das redondezas, além, é claro, de poder criar sua própria comunidade hyperlocal.

Proteção por senha
Para os que necessitem garantir um pouco mais de privacidade e segurança (por exemplo, se guardam dados sensíveis na área de mensagens salvas), há a opção de definir um código (PIN) ou sensor de digitais para desbloqueio do Telegram, podendo ser estipulado um tempo determinado, de imediato (assim que o Telegram saia do primeiro plano) a 5 horas, para o bloqueio automático. 

Editor de imagens
O Telegram possui um editor de imagens que é uma mão na roda tanto para fazer ajustes básicos (como alterar contraste, exposição, cortar e girar) em imagens, como mais elaborados, permitindo fazer anotações nas figuras. O editor do Telegam X permite adicionar setas e retângulos (ideal para destacar algum texto ou área, por exemplo), mas diferentemente do Telegram padrão, não permite adicionar texto com o teclado, nem adesivos. Recentes melhorias no editor do Telegram padrão forneceram a possibilidade de acrescentar inclusive stickers animados, que podem, em poucos segundos, dar um toque bastante divertido às imagens, que são enviadas então como GIFs. 


Mensagens agendadas, inclusive para você mesmo
Você pode estar acordado às 3:30 da manhã e pensar em enviar uma mensagem para alguém que provavelmente estará dormindo. Para essas ocasiões, considere usar as opções de envio (mantenha o botão de envio pressionado por um tempo maior para vê-las). No Telegram X verá diretamente "Enviar quando online", que significa que a mensagem só será enviada quando seu contato ficar on, "Agendar mensagem" (para o dia e hora que quiser) e "Enviar sem som". No Telegram padrão o "Enviar quando online" pode ser acessado tocando os três pontinhos dentro da opção "Agendar mensagem". Repare que você pode criar lembretes se usar a funcionalidade de agendar mensagens dentro da sua seção de Mensagens salvas. Assim, no horário e data que você especificar, poderá receber um recordatório para, por exemplo, não esquecer de comprar brócolis no supermercado.

Mensagens fixadas e um campeão?
Atualmente o Telegram padrão tem recebido atualizações e novidades menos espaçadas, comparadas com o Telegram X, que as recebe mais demoradamente. No entanto, o cliente padrão ainda carece de alguns pequeninos detalhes presentes no X. Vou destacar uma configuração: No Telegram padrão, mesmo que você silencie as notificações de um grupo, poderá recebê-las do administrador, quando ele fixa mensagens e resolve notificar todo mundo. Não é incomum que alguns façam isso para mensagens pouco importantes e até para spam, o que acaba tornando essas notificações bem inoportunas. No Telegram X você pode desativar esse tipo de notificação para um grupo específico, como mostrado na imagem abaixo. No entanto, se você usa o cliente padrão, não estará perdido: para silenciar as notificações de mensagens fixadas, neste caso de todos os grupos, acesse o seguinte caminho nas configurações: Notificações -> Grupos -> Mensagens Fixadas. 
Repare na imagem acima que foi usado o retângulo do editor de imagens do Telegram X,
não presente no editor do Telegram padrão.

Como você pôde ver, há pequenas diferenças entre as interfaces e funcionalidades dos Telegrams. Mas tanto faz se escolher o padrão ou o X, sem dúvidas contará com um mensageiro campeão, com um rol de características patentemente superior à media dos mensageiros.


💡 Se assuntos como este te interessam, fique à vontade para participar de nosso canal no Telegram ou inscrever-se em nossa lista de e-mail.

Compartilhar

Aprenda a usar todo o potencial do tradutor Deepl

Se você está lendo isto, talvez já conheça o excelentíssimo tradutor online Deepl, desenvolvido na Alemanha. Essa ferramenta recebeu bastante - e merecida - atenção tanto por parte de tradutores profissionais quanto pela mídia especializada, devido à qualidade e fidelidade de suas traduções, quando comparadas às daqueles serviços mais conhecidos, como Google ou Microsoft. A pergunta do Daniel Lemire de que se o Deepl é tão bom quanto os tradutores humanos ("DeepL is as good as human translators?") me parece, hoje, francamente exagerada. Mas o fato é que além de traduções estupendas (sempre em relação aquelas oferecidas pelas ferramentas até então disponíveis) o Deepl fornece poderosos recursos adicionais, às vezes não percebidos logo de cara pelos usuários novos ou esporádicos. Vamos a eles?

Sinônimos e alternativas

Permite escolher palavras que consideremos mais adequadas dentro de um dado contexto. É melhor com um exemplo:


Clique em qualquer palavra para que o Deepl apresente alternativas:


Observe que o "The Brazilian" pode ser traduzido como "O brasileiro" ou "A brasileira". Se na verdade for "A brasileira", clique no "O" do início da frase e indique ao Deepl que se trata do gênero feminino. Observe que os termos seguintes serão corrigidos oportunamente para o feminino: a palavra "brasileiro", por exemplo, será substituída por "brasileira".:




Compare isso com o Google Tradutor e o Microsoft Tradutor. A ferramenta do Google também oferece (às vezes) traduções alternativas que levam em conta o gênero, mas não faz sugestões e nem mesmo permite a substituição, ainda que não guiada, de palavras dentro do texto traduzido. Nas imagens abaixo vemos que na tradução para o português, o tradutor simplesmente não permite fazer escolha entre masculino e feminino, permitindo-o, por outro lado, na tradução para o espanhol. O da Microsoft ignora completamente a questão de gênero:

Google Tradutor:
Google Tradutor:




Versões para Windows e macOS com conveniente tecla de atalho

Se você apenas faz traduções pontuais aqui e ali, pode recorrer ao Deepl simplesmente acessando o endereço www.deepl.com/translator através de qualquer navegador. No meu dispositivo móvel, para facilitar ainda mais, eu criei um atalho:

Mas caso você faça uso frequente de traduções, irá se encantar com a versão para desktop do Deepl. Ela adiciona pequenos detalhes que podem fazer uma enorme diferença, que são a tecla de atalho e o botão Inserir. Funciona assim: selecione qualquer texto na web, no editor de textos, onde for, e aperte duas vezes Ctrl + C (por padrão; mude nas configurações, se desejar), e o Deepl abrirá com a tradução. Se estiver editando um texto e abrir o Deepl dessa forma, poderá simplesmente apertar a tecla "Inserir" para que a tradução seja introduzida em seu documento.





















Você pode encontrar mais tradutores alternativos online aqui.


💡 Se assuntos como este te interessam, fique à vontade para participar de nosso canal no Telegram ou inscrever-se em nossa lista de e-mail.

Compartilhar

Como encontrar apps progressivos

Os apps progressivos (em inglês "Progressive Web Apps", ou simplesmente PWAs), segundo a Wikipédia, podem ser vistos como uma evolução híbrida entre as páginas da web regulares (ou sites) e os aplicativos móveis. A grande vantagem, em especial para quem não quer ou não pode ficar instalando tudo quanto é aplicativo, é que eles ocupam quase nenhum espaço no dispositivo, já que se baseiam na web; além de estarem sempre atualizados. Em alguns casos podem tranquilamente substituir apps pesadões como o Uber. Isso mesmo: você pode desinstalar o app do Uber e usar seu respectivo PWA, sem perder nenhuma das principais funcionalidades do serviço. Da mesma forma, provavelmente ficará satisfeito com o PWA do Twitter, do Instagram, do Pinterest, e mesmo do Tinder. Atalhos para os PWAs podem ser adicionados à tela inicial, permitindo que sejam lançados facilmente, como os apps tradicionais.
Para encontrar aplicativos web progressivos, você pode recorrer ao Appscope ou ao Outweb. Se quiser ser avisado sempre que um novo app entrar para o catálogo do Appscope, toque em "About" e ative as notificações:


💡 Se assuntos como este te interessam, fique à vontade para participar de nosso canal no Telegram ou inscrever-se em nossa lista de e-mail.

Compartilhar